Dicas para criar um cronograma de estudos




Um cronograma de estudos é fundamental a fim de não esquecer de estudar nenhum tema. Veja algumas dicas para criar o seu e para aumentar as chances de aprovação!

Gostar de estudar é uma habilidade que exige tempo e dedicação. Manter a disciplina e organizar o tempo para conseguir estudar diferentes assuntos são aspectos fundamentais se há o objetivo de manter o processo de aprendizagem e de fixar os novos conteúdos na memória.

Quem presta vestibulares ou concursos públicos sabe que é primordial organizar um cronograma para conseguir estudar todos os assuntos exigidos na prova. Especialmente quem estuda sozinho pode enfrentar dificuldades para reconhecer quais assuntos costumam aparecer mais nas provas e como organizar esse estudo.

Muita gente acredita que a aprovação no concurso exige que a pessoa passe o dia inteiro estudando. Contudo, a fim de garantir um bom aproveitamento, é importante adotar boas estratégias com o intuito de fazer os estudos renderem. Veja como criar um bom cronograma e como organizar a sua preparação para obter bons resultados!

Separe todas as matérias

O primeiro passo para criar um bom cronograma é verificar todas as temáticas que poderão ser exigidas na prova. Monte uma lista com todas elas e tente organizá-las por temas – isso vai ser importante para organizar os seus estudos.

Concursos públicos possuem um edital que já indica quais temas podem ser cobrados, e muitos deles já realizam esse agrupamento das matérias. Isso já pode te ajudar a organizar e a economizar tempo.

Identifique suas prioridades

Se você deseja ter um bom desempenho, a dica de ouro é: invista mais energia nas matérias em que você tem mais dificuldades. Pode parecer mais desafiador, mas essas são as matérias que devem ser priorizadas em seu cronograma – você deve dedicar mais tempo a elas, já que, provavelmente, vão demandar mais atenção do que as matérias que você entende bem.

Outro fator importante para priorizar disciplinas é verificar o peso de cada uma delas na prova – em alguns concursos públicos, algumas temáticas ou provas específicas podem corresponder a uma porcentagem maior da nota final. As que têm peso maior devem ser, então, mais estudadas.

Defina rotina e horários

Uma vez identificadas as matérias mais difíceis e aquelas com maior peso, chegou a hora de estruturar o cronograma de acordo com sua rotina. Estabeleça bem quais são os horários do dia em que você poderá estudar e quais já estão preenchidos por outras atividades (como manter a casa, ir ao mercado etc.). 

Se você vai até um cursinho preparatório, lembre-se de considerar o tempo de deslocamento desde a sua casa até ele. É importante deixar um tempinho para possíveis imprevistos – como problemas com a parte elétrica da casa ou com algum eletrodoméstico, entre outros exemplos. Infelizmente, a sua vida não vai parar para que você se dedique somente aos estudos, então é importante lembrar disso na hora de organizar os seus horários.

Método de estudo

Outra etapa importante é definir um método de estudo que se adeque à sua forma de estudar e de memorizar os conteúdos vistos. Adotar um método adequado às suas necessidades potencializa a sua capacidade de aprender. 

Existem vários métodos possíveis. Enquanto o pomodoro pede ciclos de 30 minutos de estudo e 7 minutos de descanso, a curva do esquecimento propõe uma revisão constante das matérias (dividida em três períodos: 24 horas depois, uma semana depois e um mês depois que aquele tema foi estudado). Verifique outros e a possibilidade de combinar alguns deles com o objetivo de potencializar a sua preparação.

Um bom cronograma de estudos é um diferencial importante para fixar a aprendizagem, ajuda você a identificar quais disciplinas precisam ser revisadas com mais calma e quais precisam de mais tempo a fim de que sejam entendidas. 

Uma última dica importante é: lembre-se de reservar um tempo para descansar e para relaxar na companhia de pessoas queridas – isso é fundamental à saúde mental, o que é essencial para fazer qualquer concurso.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *